Lombalgia: a dor que lidera o índice de afastamento no trabalho

De acordo com o neurocirurgião Dr. Fernando Schmidt, a melhor forma de prevenção é evitar o fumo, a vida sedentária e a obesidade

Redação, Administradores.com,
iStock

A lombalgia não é considerada uma doença, mas sim aquela famosa dor na região lombar - localizada na parte inferior da coluna - e algumas vezes pode se encontrar também na região das pernas. Basicamente, existem dois tipos de lombalgias: agudas, com duração de 3 até 6 meses e crônica, quando o sintoma permanece por mais de 6 meses.

De acordo com o INSS (Instituto Nacional da Seguridade Social), por ano aproximadamente 100 mil pessoas se afastam do trabalho por motivos de saúde e a lombalgia é a maior causa desses afastamentos para os brasileiros. A OMG (Organização Mundial da Saúde) alerta que a cada 10 pessoas, oito vão sofrer do problema pelo menos uma vez na vida.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), cerca de 5,4 milhões de brasileiros sofrem de problemas na coluna, e o Dr. Fernando Schmidt, médico neurocirurgião com especialidade pela Sociedade Brasileira de Neurocirurgia e Neurocirurgia na Alemanha, conta que essa dor é causada na maioria das vezes por má postura e desgaste natural da coluna.

“A maioria das lombalgias decorrem de fatores biomecânicos devido à discopatia degenerativa discal ou lesões musculotendinosas. No entanto, mesmo que seja em menor porcentagem, devemos sempre excluir os tumores, traumas, doenças reumáticas e infecciosas como causa da dor na coluna lombar”, revela.

O médico ainda ressalta que a Máquina de Descompressão da SpineMED é uma forma de tratamento eficaz. “Quando a causa da dor é por discopatia degenerativa, a mesma decorre por haver uma pressão aumentada intradiscal, que perde a capacidade de absorver melhor e hidratar o disco. Através da Máquina de Descompressão da SpineMED, nós conseguimos melhorar a difusão de nutrientes para o disco intervertebral, sua hidratação, diminuição da pressão intradiscal e melhora dos sintomas.”

O neurocirurgião esclarece se há alguns métodos para prevenir a lombalgia e dá algumas dicas para que este problema não aconteça. “O disco intervertebral é avascular e portanto não é passível de tratamento através de uma medicação, por exemplo. A melhor possibilidade de prevenção é evitar o fumo, a vida sedentária e a obesidade. Além disso, é sempre muito importante praticar alguma atividade física regularmente”, finaliza.




Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração