Mais comentada

O que vale e o que não vale a pena terceirizar na sua empresa?

Saiba quais são os melhores serviços para se terceirizar e quais devem ser realizados internamente

Tainá Fantin, Administradores.com,
iStock

A terceirização é uma alternativa em que alguns dos serviços da companhia são delegados para outra empresa, de modo que ela possa se concentrar em suas atividades principais. Mas aí, vem a dúvida: como escolher esses serviços? 

Essa incerteza pode existir em empresas de todos os portes e segmentos, já que é um pouco difícil saber se eles serão realizados corretamente, ainda mais quando a terceirização nunca foi adotada na companhia.

Se você se identificou com a dúvida, então está no lugar certo! Nós separamos uma explicação prática sobre o assunto, bem como algumas dicas para auxiliar nessa escolha e sugestões de serviços que podem ser terceirizados.

Como funciona a terceirização? 

Essa forma de organização de trabalho permite que alguns serviços desempenhados pela empresa continuem a ser realizados, embora fiquem sob a responsabilidade de uma terceira.

Sua adoção é grande no mercado brasileiro: de acordo com uma pesquisa de 2015 da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), 87% das grandes indústrias já terceirizaram algum tipo de serviço.

Quando se contrata uma empresa terceirizada, ela é a responsável por seus colaboradores, não a contratante. Logo, questões salariais, de horários e outras questões competentes ao departamento de Recursos Humanos ficam a cargo dela.

Com isso, a empresa contratante paga a prestadora de serviços de acordo com o valor que foi definido em contrato. A prestadora, por sua vez, paga o salário de seus colaboradores. 

Esse é um ponto que também pode ajudar a empresa contratante, já que com um número reduzido de funcionários internos, sua gestão se torna mais simples e eficiente.

Quais serviços podem ser terceirizados?

Todos, exceto aqueles que são essenciais para o desempenho da empresa. 

Para facilitar a compreensão sobre o assunto, é importante entender as definições de atividade-fim e atividade-meio.

Atividade-fim: compreende os principais serviços que levaram uma empresa a ser constituída. Com isso, ela consegue explorar o ramo de atividade que se propôs a cumprir em seu contrato social.

Atividade-meio: engloba outros serviços que são importantes para o funcionamento da empresa, embora não estejam diretamente relacionados com a sua atividade-fim.

Por exemplo, em uma montadora de automóveis, a atividade-fim é a produção de carros, enquanto a atividade-meio diz respeito ao setor de limpeza, segurança, vigilância, refeitório, recepção e outras que não estejam necessariamente ligadas à principal.

Agora que já entendemos quais serviços podem ser terceirizados, chegou a hora de saber o que realmente compensa delegar a uma terceira. 

Quando a terceirização pode ajudar minha empresa? 

Essa é uma pergunta subjetiva, que depende da forma que a empresa é administrada e que seus serviços são realizados. Porém, resumidamente, compensa terceirizar uma atividade quando ela prejudica a realização do que é principal. 

Ainda no exemplo da montadora, se ela tiver uma equipe própria de limpeza para manter o local em perfeito estado e a organização dessa atividade não prejudicar a produtividade da montagem dos veículos, então não há nenhum problema. 

Porém, se a organização da limpeza de cada cômodo e a montagem das escalas dos colaboradores ficar a cargo de um gestor, que devido a isso não consegue realizar suas atividades como deveria, então é benéfico terceirizar essa atividade.

Isso acontece porque o gestor não consegue investir todo o seu desempenho e potencial naquilo que gera renda para a empresa, o que por sua vez prejudica a produtividade, o andamento das tarefas e seu faturamento.

Logo, o custo-benefício seria muito melhor se essa atividade fosse terceirizada. Assim, o gestor conseguiria trabalhar normalmente e trabalhar em atividades que favoreçam a empresa, que é beneficiada nessa relação.

Para ficar mais fácil, cabe uma dica: se o aumento no faturamento causado pela maior dedicação do gestor em sua atividade principal for maior que o valor cobrado pela empresa terceira, então a contratação é vantajosa. 

O oposto também se aplica: caso a empresa consiga administrar as atividades-meio sem prejudicar sua produtividade ou desempenho, então a terceirização dos serviços se torna opcional, de acordo com o que ela julgar mais adequado. 

Quais são os serviços terceirizados mais comuns? 

Vários são os serviços que podem ser delegados para outras empresas. Os mais comuns são os seguintes:

Limpeza e conservação patrimonial;

Alimentação;

Segurança;

Manutenção de equipamentos e máquinas;

Serviços jurídicos;

Telefonia;

Recepção;

Processamento de dados;

Administração de recursos humanos;

Engenharia;

Arquitetura;

Oficina mecânica para veículos;

Transporte de colaboradores;

Serviços especializados relacionados à atividade principal desenvolvida pela empresa.

Basicamente, tudo o que não tiver impacto direto no desempenho da empresa pode ser terceirizado. Assim, os colaboradores internos conseguem direcionar seus esforços para o que for mais importante, produtivo e rentável. 

Conte com a terceirização para ajudar na gestão da sua empresa!

Além dos custos para manter as atividades-meio, sua gestão pode trazer complicações desnecessárias, que impactam negativamente no dia a dia da empresa. Por isso, a terceirização surge como uma oportunidade vantajosa. 

Cabe ressaltar que é fundamental escolher uma empresa terceirizada confiável e responsável, que siga a todas as determinações legais, como pagamento de impostos, recolhimento de FGTS, férias remuneradas e horários estabelecidos de acordo com as leis trabalhistas. 

Portanto, seja uma indústria automobilística, siderúrgica ou alimentícia, bem como uma empresa de telecom, engenharia civil, TI ou de qualquer outro setor, considere a terceirização como uma oportunidade de maximizar os resultados da sua empresa e, além disso, cortar custos!

Tainá Fantin — Link Building da SEO Marketing