Brasileiros podem entrar em mais de 60 países sem visto; saiba quais são

Com o acordo entre o Brasil e a Geórgia, agora são 66 países que permitem a entrada de brasileiros sem a necessidade dessa autorização

Redação, Administradores.com,
Istock

No último dia 11 de março, o Brasil e a Geórgia realizaram um acordo bilateral para liberar a entrada de turistas de ambos os países sem a necessidade do visto, permissão legal de entrada em qualquer local estrangeiro.

Com isso, agora são 66 países que permitem a entrada de brasileiros sem a necessidade dessa autorização, o que é uma boa notícia para quem gosta de viajar e costuma encarar a velha e péssima burocracia no momento de solicitar o visto.

Abaixo você pode conferir - por ordem alfabética - a lista completa dos países que não exigem visto de brasileiros, segundo o Itamaraty:

  • África do Sul
  • Alemanha
  • Andorra
  • Antilhas Francesas
  • Argentina
  • Áustria
  • Bahamas
  • Barbados
  • Bélgica
  • Bolívia
  • Bósnia Guiana
  • Bulgária
  • Chile
  • Colômbia
  • Coréia do Sul
  • Costa Rica
  • Croácia
  • Dinamarca
  • Equador
  • Eslováquia
  • Eslovênia
  • Espanha
  • Filipinas
  • Finlândia
  • França 
  • Geórgia
  • Grécia
  • Guatemala
  • Honduras
  • Holanda
  • Hong Kong
  • Hungria
  • Irlanda
  • Islândia
  • Israel
  • Itália
  • Liechtenstein
  • Luxemburgo
  • Malásia
  • Marrocos
  • México
  • Mônaco
  • Namíbia
  • Noruega
  • Nova Zelândia
  • Panamá
  • Paraguai
  • Peru
  • Polônia
  • Portugal
  • Reino Unido
  • República Tcheca
  • Romênia
  • Rússia
  • San Marino
  • Sérvia
  • Suécia
  • Suíça
  • Suriname
  • Tailândia
  • Trinidad e Tobago
  • Tunísia
  • Turquia
  • Ucrânia
  • Uruguai
  • Vaticano
  • Venezuela

É importante lembrar, porém, que mesmo sem a exigência de visto, o porte do passaporte é obrigatório, exceto nos países do Mercosul, onde brasileiros podem entrar apenas com documento de identidade. A não exigência de visto também não significa burocracia zero. Alguns países podem exigir a apresentação de certas garantias, como confirmação de hospedagem, passagem de volta e comprovante de que possui dinheiro suficiente para se sustentar no país durante a permanência.

Lembre-se também de que a não exigência de visto é válida para viajantes com previsão de estada temporária (geralmente, o prazo para permanência sem visto é de três meses, mas isso varia de país a país). Entradas para estudo, trabalho ou residência definitiva exigem vistos específicos.




Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração