4 dicas de como investir o Décimo Terceiro

Vai gastar com matrícula e material escolar no próximo ano? Tente guardar um pouco do décimo salário

Redação, Administradores.com,
iStock

Até o final do ano, cerca de 200 bilhões de Reais serão injetados na economia brasileiro graças ao pagamento do décimo terceiro, segundo dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

De acordo com uma pesquisa divulgada pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP), 42,9% dos brasileiros pretendem usar a primeira parcela do décimo terceiro para o pagamento de dívidas.

A professora de economia da Faculdade DeVry João Pessoa, Tatyanna Lima, dá dicas de como utilizar décimo terceiro.

1. Pagamento de dívidas

O número de brasileiros endividados chegou a 58,4% em 2017, segundo a Pesquisa de Inadimplência do Consumidor (Peic). Esse é o maior índice dos últimos sete anos.

Para Tatyanna, quitar as dívidas deve ser prioridade ao receber o dinheiro. “Especialmente as que possuem juros mais altos, como o cartão de crédito e cheque especial e, muitas vezes, elas se tornam uma bola de neve. Então utilizar o décimo terceiro para livra-se dessas dívidas é o mais sensato”, orienta.

2. Contas no início do ano

O início do ano também é significado de gastos extras: matricula e material escolar, IPVA, IPTU, Imposto de Renda, frequentemente tiram o sono de muitos brasileiros.

“Guardar o dinheiro recebido agora para pagar as contas extras do primeiro trimestre é opção. Mesmo que o valor não cubra o montante total, já pode ser uma ajuda importante”, analisa a professora da Faculdade DeVry João Pessoa 

3. Poupança

O carro quebra, o celular é roubado, um eletrodoméstico mais caro eventualmente precisa ser trocado. Por conta desses gastos emergências, é sempre importante ter um quantia que você possa dispor imediatamente, sem necessidade de se endividar.

“Atualmente, com a queda do Selic, a poupança apresenta um rendimento baixo. Mas, por conta da sua liquidez, ela pode ser vista como um fundo de emergência”, aconselha Tatyanna. 

4. Títulos do Tesouro Direto

Para muitos brasileiros, esse tipo de investimento ainda soa como uma realidade distante. Mas, para quem pensa em rendimentos em longo prazo, existem opções mais interessantes e vantajosas que a poupança.