A importância da identidade visual de uma empresa

Pequenas empresas e microempreendedores acabam cometendo diversos erros ao tentar criar sozinhos o logotipo e imagem de suas marcas

Redação , Administradores.com,

A identidade visual de uma empresa é essencial para a formação de uma marca. Ela é a primeira comunicação com o público e, por isso, precisa saber chamar a atenção. “Se a imagem da empresa for bem construída, além da atenção, naturalmente ficam implícitos conceitos de qualidade, confiança, idoneidade. É importante ressaltar que muitas empresas se utilizam dessa ferramenta de maneira tão eficiente que a própria imagem da empresa supera os seus produtos e serviços”, afirma Augusto Simão, desenvolvedor web e cofundador da Feijão com Arroz.

Por causa dos custos, muitas empresas pequenas e microempreendedores acabam optando por criar sozinhas suas identidades visuais, o que resulta em logotipos e cartões de visita nem sempre condizentes com as marcas. Para evitar isso, surgiu a startup Feijão com Arroz, que oferece uma solução completa de serviços que ajudam a profissionalizar a imagem de pequenas empresas e empreendedores individuais. “Ter a ajuda profissional de uma empresa especializada torna a imagem do negócio coerente com a qualidade e o tipo de produto e serviço oferecidos. O trabalho profissional atribui muitos aspectos, detalhes técnicos e experiências valiosas que um profissional carrega consigo”, explica Diogo Bettega, designer e cofundador da Feijão com Arroz.

A construção do logo deve ser uma das primeiras preocupações, pois é ele que guiará ações internas e externas da instituição. “O resultado de um logo de qualidade traz inúmeros reflexos positivos para uma empresa, tanto interna quanto externamente: as ações tendem a acompanhar a evolução positiva que a imagem da empresa recebeu e os clientes e fornecedores enxergam nesse novo posicionamento ainda mais profissionalismo”, reitera Augusto Simão.

Existem inúmeros erros cometidos por profissionais que tentam criar logos e cartões de visita sem ter o conhecimento adequado, explica Augusto, como cores, elementos e imagens escolhidas a partir de critérios muito pessoais, e que não são apropriadas para a imagem da empresa. “Quem já não recebeu um cartão de visitas, ou viu o logo ou fachada da empresa, com fotos inadequadas, personagens ou mascotes sem autorização/licenciamento apropriado e até mesmo cores que não tem nada a ver com o segmento que atuam? Certas decisões precisam da atenção e a orientação de um profissional”, observa.

O abuso na quantidade de informações e a falta de conhecimento de regras básicas de design são outras falhas cometidas pelos pequenos empresários. Esses problemas fazem com que a imagem da empresa não transmita o valor de seus produtos e serviços de maneira adequada. “É comum vermos muito texto em pouco espaço, falta de alinhamento e organização espacial, erros em esquema de cores, entre outros erros de comunicação. Ocorre também a falta de informações essenciais”, lembra Diogo Bettega.