|
|
|

Cultura da colaboração: o poder de trabalharmos juntos

Evento reúne profissionais de diversas áreas para debater o tema no Google Campus

3M Inovação,
Divulgação

No início de abril, aconteceu a quinta edição do evento “O Poder da Colaboração", no Google Campus São Paulo. A iniciativa nasceu para promover as experiências da economia colaborativa alinhadas com os princípios da sustentabilidade. Ao mesmo tempo, a ambição é conectar pessoas para que efetivamente construam projetos coletivos a partir desses encontros bimestrais.

O evento vem crescendo gradualmente e reuniu cerca de mil pessoas nessa última edição, entre público presencial e centenas que assistiram à transmissão online pelo Youtube!

Todas as edições procuram compor uma saudável diversidade de ideias por meio de diferentes porta-vozes.

Idealmente, haverá sempre um representante de uma grande empresa para dar uma visão sobre a importância da colaboração no universo corporativo. Mas também será dada voz ao microempresário e suas experiências e desafios, bem como a trajetórias e realizações de artistas, empreendedores sociais, valendo até mesmo a exposição de projetos pessoais, desde que sejam histórias inspiradoras, preciosas, baseadas nos valores principais da colaboração e sustentabilidade.

Nessa edição de abril, Luiz Eduardo Serafim, head de marketing da 3M do Brasil, esteve presente, compartilhando sua trajetória de colaboração e destacando a cultura colaborativa da 3M como o grande diferencial da inovação da companhia em seus mais de 100 anos. Fez questão de frisar que seu livro "O Poder da Inovação", publicado pela Editora Saraiva, tinha tudo a ver com o evento "O Poder da Colaboração", uma vez que a capacidade humana de cooperar e formar redes sociais poderosas está no centro da evolução humana e nos processos de inovação.

Serafim destacou que muitas coisas podem ser copiadas nessa vida, como estruturas, laboratórios, equipamentos, que podem ser comprados, construídos, replicados. Mas é impossível copiar a cultura de colaboração da 3M ou de qualquer outra organização voltada para a inovação.

"O segredo ou arma letal para competir pela inovação é justamente criar um ambiente de confiança, onde todos mantêm humildade para aprender e disponibilidade para ensinar; que se sintam sempre encorajadas a arriscar e inovar, mas sempre com espírito de time", afirma Serafim.

Luiz Serafim

Acender sua vela na minha sem apagá-la

Ele citou também uma frase atribuída a Thomas Jefferson: “Aquele que recebe de mim uma ideia tem aumentada sua instrução sem que eu tenha diminuído a minha. Como aquele que acende sua vela na minha recebe luz sem apagar a minha vela”. Serafim reforçou que é sempre com esse espírito de doação e disponibilidade que os colaboradores da 3M atuam há décadas.

O executivo fez ainda referências ainda a uma série de mecanismos utilizados pela empresa para fomentar essa cultura colaborativa ao longo do tempo. A principal iniciativa é o Tech Forum, criado espontaneamente pelos funcionários em 1951 como um grupo voluntário de estudos para pessoas com interesses comuns.

Atualmente, na 3M do Brasil, a comunidade técnica continua se reunindo semanalmente em grupos para trocar experiências e aumentar conhecimentos a partir de colegas que trabalham em outras áreas, de profissionais convidados de outras empresas e por pesquisadores de universidades. Os próprios times montam seu calendário e escopo de estudo.

O “Dia da Inovação” é um evento que ocorre regularmente, estimulando os inovadores e intraempreendedores a apresentarem seus projetos como se estivessem numa grande feira de ciências. Os demais colaboradores da empresa são convidados para visitar a “Feira”, interagindo e se inspirando, fortalecendo uma rede poderosa de conexões.

Ainda há repositórios de projetos onde as pessoas podem pesquisar tudo que está acontecendo de novo em qualquer país, além da disponibilidade de redes sociais internas para que os profissionais se conectem bem como uma forte orientação para trabalho em equipes multidisciplinares.

Escambo de Talentos

Na sequência, a empreendedora Lívia Deodato contou sua experiência em montar o projeto Escambo de Talentos, uma comunidade no Facebook em que as pessoas podem trocar serviços a partir de suas habilidades e competências. Vários casos interessantes foram compartilhados. Em um deles, duas mulheres se conectaram. Uma dava aula de castanholas para a nova colega que retribuía pintando suas unhas. Ou ainda a dona de restaurante que abriu seu estabelecimento para ensinar a cozinhar e recebia dos interessados serviços diversos para seu empreendimento.

Outras iniciativas

Outros “talks” relevantes vieram depois. Lucas Harada contou sobre sua plataforma de financiamento coletivo Juntos.com.você, voltada para projetos sociais enquanto Fernanda Bianchini mostrou o projeto da Companhia Ballet de Cegos, que promove a inclusão no universo da dança. A dupla Débora de Benedetti e Samuel González falou sobre a preocupação em conscientizar as pessoas com relação à cadeia de valor dos alimentos que os levou a criar o projeto “Comida Sustentável”, simplificadamente um delivery de refeições veganas. E várias outras histórias emocionantes evidenciaram o potencial desse movimento tão contemporâneo ligado à economia colaborativa.

A Eco Rede Social, idealizadora do projeto “O Poder da Colaboração”, já realizou 39 palestras desde 2016, impactando mais de 7.000 pessoas com a proposta de criar um espaço para construção de um mundo novo, inspirando e provocando conexões de cooperação para inovar de forma sustentável.

Assista abaixo à íntegra das palestras:




Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração