Gol e Varig se unem e grupo estuda mudanças

A Agência Nacional de Aviação Civil aprovou na noite de terça-feira (dia 23) a reestruturação societária do grupo Gol, permitindo a fusão das bandeiras Gol e Varig em uma só companhia aérea.

25/09/2008,

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aprovou na noite de terça-feira (dia 23) a reestruturação societária do grupo Gol, permitindo a fusão das bandeiras Gol e Varig em uma só companhia aérea. As duas marcas serão mantidas, mas passarão a operar de forma integrada sob único CNPJ e também um único Cheta, o certificado de habilitação de uma companhia aérea, emitido pela Anac. A reestruturação vai resultar na fusão da malha de vôos e da tripulação, na unificação da estrutura de terra (lojas e balcões de check-in), além de permitir que a empresa tenha só uma estrutura administrativa. A ata da diretoria da Anac com a decisão deve ser publicada no Diário Oficial da União (D.O.U.) hoje.

O pedido de autorização para a realização da reestruturação societária foi feito pelo grupo Gol em julho. Segundo fontes do mercado, o Cheta e o CNPJ escolhidos para a operação unificada foram os da nova Varig. O atual Cheta da Gol seria, portanto, extinto. Procurada, a Gol afirmou que ainda não foi comunicada oficialmente da autorização pela Anac e que, portanto, não poderia comentar.

A Gol prepara um grande evento para anunciar os detalhes da reestruturação societária, juntamente com uma campanha de reposicionamento da marca Varig. Enquanto a Gol investe no consumidor que nunca andou de avião - acaba de lançar uma estratégia para oferecer passagem à prazo para as classes C e D - a Varig quer se consolidar como uma marca premium. O grande diferencial da Varig - que manterá uma malha de vôos concentrada em destinos de negócios - será o espaço entre as poltronas. Já a Gol estuda aposentar a famosa barrinha de cereal, melhorando o serviço de bordo.



Tags: aviacao fusao gol varig

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração