Insper lança Doutorado em Economia dos Negócios

Estão previstas em torno de nove vagas com bolsa de pesquisa, que serão custeadas pelo Insper e pelos seus Centros de Pesquisas.

Redação, Administradores.com,

O Insper, instituição de ensino e pesquisa, expande o seu portfólio de cursos em pós-graduação com o lançamento do programa de Doutorado. O curso traz uma proposta inédita no Brasil ao explorar a interface das áreas de Economia e Negócios. Desenhado a partir de um dos diferenciais da Escola, que é a competência em identificar e explorar sinergias e complementariedades entre áreas, as inscrições para o Doutorado começam a partir de 12 de janeiro, com início das aulas previsto em 3 de agosto.

“No Insper não existe uma separação de departamentos e os professores de Economia e Administração estão sempre interagindo, por meio de seminários e pesquisas. Além disso, no exterior é comum para as Escolas de Negócios atrair pesquisadores em economia para lidar com temas de gestão, da mesma forma que áreas de gestão incorporam diversas metodologias de análise aplicadas em economia”, ressalta Sérgio Lazzarini, diretor dos programas de Mestrado do Insper e do Doutorado recentemente aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. Esses fatores foram determinantes para a criação do Doutorado em Economia de Negócios.

O programa terá duração de quatro anos e envolverá 25 disciplinas, incluindo não apenas cursos de fundamentos, mas também cursos de especialização em três áreas: Estratégia Empresarial, Finanças e Microeconomia Aplicada (com ênfase em Políticas Públicas). Essas três linhas são ligadas aos centros de pesquisa já existentes no Insper: Centro de Pesquisas em Estratégia (CPE), Centro de Políticas Públicas (CPP) e Centro de Finanças (CeFi).

Com carga horária integral, as aulas do Doutorado serão ministradas em inglês. A determinação do idioma tem como intuito facilitar o ingresso de estudantes estrangeiros, além de viabilizar o acesso dos alunos a escolas internacionais de renome. “Nosso objetivo é incentivar os nossos alunos a realizar um ano do curso em uma escola no exterior. Eles terão contato com um pesquisador internacional, além do orientador do Insper, para realização de suas pesquisas”, explicar Sérgio Lazzarini.

O Doutorado também contará com dois colaboradores de universidades internacionais: Fabio Chaddad, da University of Missouri, na linha de pesquisa de Estratégia e Tiago Cavalcanti, da University of Cambridge, na linha de pesquisa de Finanças. Esses acadêmicos mantêm vínculo em joint appointment com o Insper. Além de dois professores visitantes que devem ministrar cursos optativos anualmente: Heitor Almeida (University of Illinois at Urbana-Champaign), na linha de Finanças, e Thomas Fujiwara (Princeton University), na linha de Microeconomia Aplicada.

Estão previstas em torno de nove vagas com bolsa de pesquisa, que serão custeadas pelo Insper e pelos seus Centros de Pesquisas. A partir do segundo ano do curso, os alunos deverão atuar como assistentes de ensino ou de pesquisa, a exemplo do que ocorre nos programas de doutorado com dedicação integral.

“Os alunos poderão se envolver em diversas pesquisas e estes resultados reforçarão o impacto da sua produção de conhecimento. Com os professores organizados em grupo, de forma independente, em torno dos centros de pesquisa, a participação dos alunos nos projetos irá, certamente, promover trabalho conjunto e a consequente troca de conhecimento ao realizarem pesquisas de elevada qualidade e impacto”, explica Lazzarini.